Mesmo instante

15 de dezembro de 2011

Um suspiro trouxe-me o alívio
Uma vontade levou-me a uma decisão
De propor sempre uma dose a mais de carinho
Para aninhar seu coração.

Além do corpo e da alma, eu tenho mais a oferecer
Um encanto novo, um pouco do todo
Para você felicidade ver
No sufoco vem depois a calma e já é hora dela viver
Dá sentido ao sentimento. Direção ao vento
E resposta para os 'porquê'.

Espero ver sorrisos, agradecimentos e reciprocidade
E que enfim o destino nos carregue para longe da cidade
Onde possamos ver o mar, sentir o vento e gozar a mocidade
Fazendo a cada momento a hora da verdade

Esquecer que o amanhã virá e que o passado se foi
Pois o agora se passa e o depois sempre fica pra depois
Então curta comigo
Essa lua. Esse abrigo
E que cada momento interrompido
Que seja por outro mais sucedido
Um beijo ofegante, ou dois sorrisos
Ou pelo o mesmo instante agora repetido

3 Críticas:

  1. Anônimo disse...:

    Muitooo massa esse ai ó muel.. doideraa esse poema ^^

  1. Adorei o seu blog, estou seguindo! :)
    http://leituradaestante.blogspot.com/

  1. Adorei, muito bem escrito!

    www.todososouvidos.blogspot.com

Postar um comentário

Expresse sua opinião

Visitantes online